O SENTIMENTO/+/NÃO PODE PARAR!

Sejam todos bem-vindos ao site oficial do LIVRO OFICIAL PAIXÃO DA GAMA, A Maravilhosa História do Vasco, é mais uma ferramenta a disposição da imensa torcida bem feliz do Vasco da Gama.

O site foi feito de vascaíno para vascaínos de todas as partes do mundo.

Não deixem de enviar suas mensagens e comentários, assistir aos vídeos do nosso amado Vasco da Gama e de sua torcida, seja um seguidor do site, e acompanhem as novidades sobre o LIVRO OFICIAL PAIXÃO DA GAMA , basta mandar e-mail para
jorge.pehuci@gmail.com.



Espero que gostem do site e tenho certeza que ficarão orgulhosos de ter O LIVRO OFICIAL PAIXÃO DA GAMA - A Maravilhosa História do Vasco, o livro oficial mais completo da história do Gigante da Colina.

Saudações Vascaínas.

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

LOPG || Vasco 119 anos

O Club de Regatas Vasco da Gama nasceu para ser Gigante.

Encravado na periferia da então capital federal, o Rio de Janeiro, o time da colônia portuguesa cresceu e se tornou no maior clube esportivo do mundo.

Mas, porque essa certeza!?

Por que mesmo nascido depois dos clubes de elite do Rio, que eram os pioneiros no Remo, o Vasco impôs sua força e determinação, foi subjugado, e já nos primeiros anos após sua criação em 21 de agosto de 1898, vencia regata após regata e assombrava os adversários que buscaram tirar o Vasco das disputas com manobras de bastidores e manipulando regulamentos.

Quando o futebol já era uma realidade entre os supostos clubes grandes, o Vasco começou na terceira divisão já que a elite do esporte impuseram ao Vasco essa condição para ingressar no football.

Mas o Vasco foi subindo cada degrau até chegar a elite e o resultado: Campeão na sua estreia na primeira divisão do campeonato carioca.

Mais uma vez usaram de manobras covardes.

Criaram uma associação onde para entrar o Vasco teria de excluir doze atletas negros e pobres. 

A resposta?! Foi histórica.

"São esses doze jogadores jovens, quase todos brasileiros, no começo de sua carreira e o ato público que os pode macular nunca será praticado com a solidariedade dos que dirigem a casa que os acolheu, nem sob o pavilhão que eles, com tanta galhardia, cobriram de glórias.

Nestes termos, sentimos ter que comunicar a V.Exa. que desistimos de fazer parte da AMEA.

Queira V.Exa. aceitar os protestos de consideração e estima de quem tem a honra de se subscrever, de V.Exa.

(a) Dr. José Augusto Prestes"

Bicampeão invicto do Rio de Janeiro e com público cada vez maior para assistir aos nossos match, o Vasco é convidado a ingressar na AMEA em 1925.

Pioneiro em tudo o que se propõe a fazer, o Vasco começou a construção de São Januário após acusação de que não tinha estádio à altura do esporte.

Em 21 de abril de 1927, o gigante da colina tinha agora o maior estádio das Américas, um feito incomensurável que chegou aos 90 anos.

Campeão Sul-americano de clubes campeões em 1948. 

Campeão do torneio Rivadávia Corrêa Meyer é do Torneio de Paris em 1953 e 1957, o Vasco conquistava o topo do mundo do futebol à época.

Inúmeros títulos no futebol, no Remo, no basquete, vôlei, e em todas as modalidades em que se fez representar.

Tetracampeão Brasileiro sem qualquer mácula ou suspeita.

Campeão da Taça Libertadores e da Copa Mercosul, com 24 títulos estaduais do Río.

Três vezes campeão do Torneio Rio - São Paulo.

São mais de 15 mil troféus, taças, medalhas, placas, insígnias, e prêmios de todas as formas e modelos.

Teresa Herrera, Ramon de Carranza, Troféu cidade de Barcelona, cidade de Sevilla, cidade de Palma de Mallorca, enfim, um desfile inimaginável de glórias e conquistas.

Qual clube esportivo tem tantas glórias no esporte, no social, e no patrimonial como o Vasco?! Nenhum!

O Vasco se fez gigante com sua força, sua gente, sua torcida, e sua história.

Nada ao Vasco foi dado ou doado.

Tudo teve o sangue e o suor de todos os homens e mulheres que ostentaram a Cruz de Malta ao longo desses 119 anos.

Você que tem a Cruz de Cristo no lugar do coração deve se orgulhar e muito de estar ao lado de um clube dessa envergadura.

Por que somente os que tem o espírito vascaíno podem carregar essa Cruz, bater forte no peito e gritar alto e forte: 

Vasco tua fama assim se fez!!

Vista a sagrada camisa do Vasco e comemore por que você é um Gigante!

Vídeo




Jorge Luiz Alves Bezerra
Criador e editor do Blog Paixão da Gama
Autor do Livro Oficial Paixão da Gama

Fonte: Blog Paixão da Gama (texto)/ Reprodução (vídeo)

quinta-feira, 8 de junho de 2017

LOPG || Ex-musa do Vasco é a nova estrela de grande marca de calçados


Bárbara Granja em evento na Colina de São Januário

Eleita em 2014 como a musa do VascoTV, no primeiro concurso oficial de musas realizado pelo Vasco da Gama, a vascaína Bárbara Granja de 25 anos é a nova estrela da marca de calçados 'Vira Volta'. A musa assinou contrato na última terça-feira durante um ensaio da loja, realizado no Shopping Metropolitano, na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro.

Outra musa também marcou presença no ensaio. Raquel Vieira, a primeira apresentadora da VascoTV e hoje jornalista da Globosat, foi a responsável por dirigir o trabalho da amiga e modelo.


Raquel Vieira - Primeira apresentadora da VascoTV

A Vira Volta está presente nos maiores shoppings do Rio de Janeiro e no Metropolitano Shopping, os torcedores já encontram um painel gigante com a foto da cruz-maltina estampado no corredor principal do primeiro piso.

Bárbara Granja expressou sua alegria por seguir no trabalho artístico.

- Dei o pontapé inicial da minha carreira no Vasco e sou grata ao clube por isso. Estou muito feliz em representar mais uma grande potência, que é a marca Vira Volta e agradeço a Deus por mais essa conquista - disse a estudante de administração que também ajuda na área de logística da marca.

Bárbara nasceu em Pirapetinga, Minas Gerais, mas reside no Rio de Janeiro desde 2008, onde desde então, passou a estar presente em todos os jogos do time do coração.

Confira o trabalho da vascaína como modelo da marca Vira Volta::


 



terça-feira, 23 de maio de 2017

LOPG || 'FUZARCA' CONTA LUTA CONTRA O PRECONCEITO, PROTAGONIZADO PELO VASCO DA GAMA


Geral, Futebol, Arte

FUZARCA

May 19, 2017
por Gustavo Cascon



O projeto

"Fuzarca" é um curta-metragem que conta uma das histórias mais bonitas do Club de Regatas Vasco da Gama: a luta contra os preconceitos.

Desde criança, quando íamos ao Maracanã domingo ver o Vasco jogar, meu pai me conta uma história: a de que o Vasco foi o primeiro time de futebol a aceitar negros. Pensando em transformar esta história em filme, comecei a pesquisar (uma das fontes preciosas foi o livro "O Negro no Futebol Brasileiro", de Mário Filho) e descobri que o Vasco não só foi o primeiro time a reconhecer e aceitar os negros como atletas, mas também foi o primeiro a ganhar um campeonato estadual da primeira divisão com um time integralmente formado por negros e brancos pobres, alguns operários, alguns funcionários subalternos.
Passei a conhecer melhor também o futebol carioca do início do século. Trazido ao Rio por um filho de ingleses chamado Oscar Cox (o nome do personagem do filme foi inspirado neste pioneiro, um dos fundadores do Fluminense Football Club), o desporto bretão era um esporte sofisticado, no início praticado apenas por uma elite, depois se popularizando, mas ficando ainda restrito a brancos de “boas” famílias, estudantes de direito ou medicina orientados por mestres vindos diretamente da Inglaterra, a mãe do futebol. Apesar dos negros e mulatos já demonstrarem enorme habilidade, eles só conseguiam lugar nos time da zona norte, como o Andaraí, o Vila Isabel, o Bangu. E estes times não chegavam a ameaçar os grandes Fluminense, Flamengo, Botafogo ou América. Mais aí chega o Vasco. Em 1923, com um time formado por negros e brancos pobres, selecionado pelos portugueses (português nunca teve problema com mistura) em outros times de subúrbio, o Vasco ganha o campeonato estadual vencendo quase todos os jogos (só teve uma derrota, para o Flamengo, mas houve suspeitas de que o juiz tenha favorecido os rubro-negros). Este fato provocou uma revolução no futebol da época. Após uma resistência inicial, com os clubes considerados grandes inventando uma série de impedimentos para afastar os negros e pobres do campeonato, poucos anos depois estes clubes tiveram que se render à realidade e abandonar o racismo e os preconceitos. Graças ao Vasco.

Sinopse

No Rio de Janeiro de 1900, nascem dois meninos: Sílvio é negro e pobre e Oscar é branco e rico. Os dois amam o futebol e se tornam jogadores. Sílvio se forma nas peladas de rua, Oscar no Fluminense Football Club. O filme acompanha a trajetória dos dois, em paralelo com a história dos primeiros anos do futebol carioca, quando havia preconceito racial e social no futebol, no início um esporte sofisticado e praticado apenas por uma elite, depois ganhando cada vez mais popularidade. Passando por Carlos Alberto, jogador mulato do Fluminense que passava pó-de-arroz no rosto para ficar mais branco, por Monteiro, craque mulato do Andaraí que morreu tuberculoso em campo, por Marcos Carneiro de Mendonça, goleiro branco do Fluminense, símbolo da “Belle Époque” tricolor com seu estilo elegante que inspirava poetisas, a ação vai até 1923, ano que o Club de Regatas Vasco da Gama é campeão estadual com um time de negros e brancos humildes, do qual faz parte Sílvio. Ele e Oscar finalmente se encontram, no Vasco X Fluminense de 1923...

Vídeo promocional


video



Orçamento

"Fuzarca" já tem uma boa parte filmada, faltando algumas cenas que representam mais ou menos 30% do filme. Para isso, serão necessários mais dois dias de filmagem, com o seguinte custo:

Elenco e figuração: R$ 8.800,00
Equipe técnica: R$ 6.450,00
Alimentação: 5.270,00
Equipamento: 2.500,00
Total transporte: 1.200,00
Estúdio de finalização: R$ 8.090,00
Recompensas: R$ 401,25
Total: R$32.711,25

+13% Catarse: R$ 4.252,47

TOTAL GERAL: R$ 36.963,72

Link para o Catarse:

Recompensas

Para R$ 30 ou mais

DVD com o filme
Um DVD com o curta-metragem "Fuzarca".
Entrega prevista:
mai/2018
Envio:
Somente para o Brasil
1 apoio
1 apoio em prazo de confirmação
3x s/ juros

Para R$ 500 ou mais

cópia da camisa negra do Vasco, de 1923 + DVD com o filme
Os 5 primeiros que contribuírem com 500,00 ou mais ganharão uma cópia da camisa do Vasco de 1923, além do DVD com o filme.
Entrega prevista:
mai/2018
Envio:
Somente para o Brasil


Todo torcedor do Vasco, ou que aprecia a história do futebol, a cultura, e deseja conhecer a evolução do esporte no Rio de Janeiro e que refletiu em toda a sociedade brasileira, deve apoiar a iniciativa heroica de produzir uma obra que será referência para todos os que ouviram falar dos dias difíceis que passaram aqueles atletas.

O filme conta com a presença do ator Antônio Pitanga, vascaíno de 'quatro costados', e grande elenco.

Apoie essa obra! Contribua e ajude e preservar nossa memória!


JORGE LUIZ Alves Bezerra
Autor do Livro Oficial Paixão da Gama
Editor do Blog Paixão da Gama

Fonte: Museu da Pelada (texto e dados) / Vídeo (divulgação) / Imagem (Reprodução).

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

LOPG || Alex Moreira, o Supercolecionador do Vasco

Caros vascaínos e vascaínas, saudações!

A torcida é o maior patrimônio de um clube esportivo, isso é uma afirmação unânime no meio e no Vasco a torcida sempre foi um capítulo à parte.

Desde os primeiros dias de fundação do clube de remo da colônia portuguesa, os 'adeptos' eram arrebatados pelas cores, ideologia, e democracia, afinal o clube acolhia a todos que queriam praticar o esporte para difundido à época: o remo.

Como o clube recebia cada vez mais apoio de seus torcedores, e muitos tinham outras preferências esportivas, o Vasco começou a inserir outras modalidades esportivas no seu acervo de práticas.

Com essa inclusão de outros esportes e a chegada do futebol no início do século 20, o Vasco passou a ser o clube de maior torcida ao ponto de essa torcida literalmente construir o Estádio de São Januário.

Esse preâmbulo foi somente para dar o mote do assunto que vamos tratar nas nossas próximas postagem: Torcedor/Colecionador

Nessa coluna de estréia da série 'Colecionadores do Vasco' vamos apresentar o torcedor Alex Oliveira Moreira, natural de Nova Friburgo (RJ), e que detém uma invejável coleção de mais de 1.100 itens do Vasco entre camisas, recortes de jornais e revistas, chaveiros, pôsteres, livros, revistas, fotos, bonecos, e muito mais.



Figura 1 - Alex Moreira com camisa da coleção


Colecionador de itens do Vasco desde os 15 anos de idade, Alex Moreira não para e a cada dia que passa mais sua coleção ganha mais objetos.




Figura 2 - Alex Moreira com réplica de camisa do goleiro Barbosa


A paixão de Alex Moreira pelo Vasco já contaminou até os amigos que torcer para os rivais e sempre receber doações de produtos do Vasco que esses amigos levam para o colecionador.

Além de ser notícia em vários blogs e sites de conteúdo vascaíno, o colecionador deu várias entrevistas para emissoras de tv e para jornais da região de Nova Friburgo e até da capital fluminense.

Confira algumas matérias com o nosso personagem desta coluna:

Matéria da TVC 6 - Barney Campos


Matéria da TV Esporte Total



Matéria da InterTV - Afiliada da Rede Globo



Entrevista para a TV Zoom - Gustavo Werneck



Alex Moreira também foi entrevistado pelo Luiz Otávio do Site O Carioca Online para a coluna 'Torcedores Folclóricos', confira um trecho da entrevista:

"
CARIOCA ONLINE:
Quem é o colecionador Alex Moreira?
COLECIONADOR:
Sou Alex Moreira colecionador de itens do Vasco moro em Nova Friburgo. Hoje sou um dos maiores colecionadores do Vasco da Gama na Região Serrana do Rio de Janeiro... Eu tenho hoje 1162 itens do Vasco.
CARIOCA ONLINE:
Como despertou o interesse em virar um torcedor/colecionador do Vasco, quando começou a sua coleção e qual foi o primeiro item da sua coleção?
COLECIONADOR:
Comecei com 15 anos de idade. O primeiro item da coleção foi uma camisa do Vasco de 1992... Logo após, eu tive a certeza de que o Vasco não vivia só de camisas e comecei a colecionar, recortes de jornais. Agora já estou na quinta pasta.
CARIOCA ONLINE:
Hoje, quantos itens você tem na sua coleção e até onde você pretende chegar?
COLECIONADOR:
Como eu falei hoje eu tenho 1162 itens do Vasco... Eu vou por etapas, agora quero chegar no número de 1200.
CARIOCA ONLINE:
Qual o item mais inusitado da sua coleção?
COLECIONADOR:
O item mais inusitado que eu tenho, é um boneco pequeno... Está ficou todo quebrado num jogo da copa do Brasil de 2011... O Vasco estava perdendo para o Atlético-PR e eu falei com a minha esposa: “Vou jogar esse boneco fora. Mas, se o Vasco empatar vou ficar com ele"... O Vasco empatou o jogo e eu nunca mais me desfiz do boneco.
"


O Blog Torcidas do Vasco também trás uma matéria com muitas informações e reportagens com o nosso 'supercolecionador' em vários jornais.

Confira no link: http://torcidasdovasco.blogspot.com.br/2015/12/vasco-2015-alex-oliveira-moreira-o.html

Muitos são os motivos para nutrir essa paixão avassaladora pelo Vasco, ao longo dos anos muitos exemplos de torcedores fanáticos foram surgindo nas arquibancadas do país inteiro: Ramalho (do talo de mamona), Caíque (Torcedor símbolo da Mercosul 2000), Cacareco, Dulce Rosalina, Mister M, Homem-Piruca, e muitos mais que ficaram anônimos mas que tem o mesmo ideal: Ser Vasco, incondicionalmente.

Nas próximas postagens:

Vascolecionismo
Encontro de Colecionadores do Vasco

Espero que tenham gostado de conhecer o grande vascaíno Alex Moreira, e nos acompanhem nessa viagem em busca de torcedores do Vasco que estão sempre 'com a Cruz de Malta no lugar do coração'.



' O QUE VOCÊ JÁ FEZ PELO VASCO HOJE? ', Alexandre Pessoal (In memoriam).


Jorge Luiz Alves Bezerra
Autor do Livro Oficial Paixão da Gama | www.facebook.com/LivroOficialPaixãodaGama
Editor do Blog Paixão da Gama | www.paixaodagama.blogspot.com
Perfil Twitter | www.twitter.com/paixaodagama

Contatos |


Fonte: Blog Paixão da Gama (texto) / Vários citados na matéria (Vídeos e fotos).

Atenção: Todos os direitos reservados para os veículos citados.

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

LOPG || De volta! Agora é tudo ou nada.





Caros vascaínos e vascaínas, saudações!

Fim de temporada para o Vasco e estamos de volta à elite do futebol nacional.

Não da forma como deveria ser, mas diante de tantos e tão grandes problemas por qual vem passando o clube, foi o que foi possível.

Lembrando que mesmo o time tendo deixado para a última rodada para confirmar o acesso, tivemos algumas demonstrações de força da nossa torcida e, porque não dizer, de nosso clube. É fato que a sagrada camisa cruzmaltina é tão 'pesada' que por mais que tentem destruir o clube e seus maiores feitos, não conseguirão.

O Vasco viajou pelos quatro cantos do Brasil com a torcida vascaína inundando os estádios por onde passou, afinal somos um dos poucos clubes nacionais, que pode ir a qualquer recanto do país que a torcida se faz presente e faz uma linda festa, mesmo em tempos tão difíceis.

A torcida lotou o Maracanã na última rodada em um jogo de vida ou morte e empurrou o clube de volta à primeira divisão.

Apesar do time limitadíssimo, técnica e fisicamente, o recorde de 34 jogos invictos, mesmo contando com jogos de menor expressão, foi um ponto positivo. Lembrando que a grande maioria dos jogos da série invicta foram de jogos oficiais, diferente de outras equipes que tem séries invictas parecidas mas com muitos amistosos com equipes sem tradição nenhuma.

Com mais de uma década e meia de desmandos, o Vasco sobrevive.  Mesmo sendo prejudicado por pessoas que deveriam ser os seus defensores. São dirigentes que tomam decisões equivocadas, quadro social que acredita, ainda, em uma figura que se mostrou ineficiente no comando do clube por anos, e voltou se auto denominando como o único que poderia tirar o clube da situação em que se encontrava e tem sido o principal agente nocivo ao clube.

O certo é que o Vasco tem se mostrado bem mais forte como instituição, apesar de erros crassos que vem sendo cometidos ao longo dos anos.

A imensa torcida bem feliz do Vasco tem suportado com altivez essa tormenta que o clube passa e somente ela pode, com remadas vigorosas, tirar a Nau Vascaína desse mar bravio e recolocar nossa embarcação no rumo das conquistas e vitórias. 

Vamos chegando a mais um ano de eleições no clube.

Deveremos ficar atentos para os nomes, propostas, e projetos que serão apresentados pelos candidatos, e escolher um nome que reúna as melhores condições de sanear o clube, seja financeira e moralmente, e que a marca Vasco seja valorizada e volte aos bons tempos em que todos temiam nossa sagrada camisa.

Ou o quadro social do Vasco escolhe um nome que tem condições de recuperar o clube, ou teremos mais três anos tenebrosos pela frente.

Para o Vasco é tudo ou nada!

'Para um almirante a coragem é a lei', Trecho de 'De Gama à Vasco, a epopeia da Tijuca', samba-enredo da Unidos da Tijuca 1998.

' O QUE VOCÊ JÁ FEZ PELO VASCO HOJE? ', Alexandre Pessoal (In memoriam).


Jorge Luiz Alves Bezerra
Autor do Livro Oficial Paixão da Gama | www.facebook.com/LivroOficialPaixãodaGama
Editor do Blog Paixão da Gama | www.paixaodagama.blogspot.com

Contatos |


Fonte: Blog Paixão da Gama (texto e imagem).